Notícias
03 de Fevereiro de 2012 | Polícia Rodoviária Federal se prepara para agir contra motoristas bêbados

Teve inicio na semana passada, no auditório do Ministério da Justiça, um curso para 40 policiais rodoviários federais com o objetivo de capacitar os agentes para enfrentar o uso de bebidas alcoólicas e drogas por motoristas que trafegam nas estradas do Pais. O curso, com duração de dois dias, já foi aplicado em Vitória (ES) e, depois da edição de Brasília, será ministrado em Porto Alegre, Salvador e no Rio de Janeiro.
Até 2014, todos os 10 mil policiais rodoviários federais vão receber a capacitação, que se baseia em três anos de pesquisa feita pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e que sintetizou as experiências internacionais nessa questão. De acordo com a diretora-geral do Departamento de Policia Rodoviária Federal (DPRF), Maria Alice Nascimento, os policiais vão estar mais bem preparados para conviver com situações de tráfico e uso de drogas e consumo de álcool nas estradas. Aqueles motoristas que forem flagrados dirigindo sob efeito de entorpecentes ou de álcool deverão ser encaminhados a instituições de saúde e de assistência social.
Maria Alice destacou na abertura do curso que a Policia Rodoviária Federal "é a policia que tem maior capilaridade no Pais e se destina, como quer o governo, a realizar um trabalho estratégico, nos 70 mil quilômetros de rodovias brasileiras". A força convive com "muitos tipos de demandas, num trabalho de muita complexidade". De acordo com a diretora, 20% das mortes nas estradas têm o uso de drogas ou de álcool como principal causador. Ao abrir o curso, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, prometeu que a Policia Rodoviária Federal não será mais "aquele braço pobre da Justiça, mas terá condições de fazer um trabalho de excelência" com um melhor treinamento dos policiais.
De acordo com informações distribuídas pelo Ministério da Justiça, foram registrados nas estradas federais, em 2010, mais de 6,8 mil acidentes envolvendo motoristas embriagados, que resultaram em 407 mortes e mais de 5,7 mil feridos.
Entre junho de 2008 e dezembro do ano passado foram aplicados mais de 2,7 milhões de testes com bafômetro, quando foram flagrados mais de 84 mil motoristas bêbados. O custo social dos acidentes nas rodovias federais entre janeiro e setembro de 2011 foi estimado em R$ 7,9 bilhões pelo governo federal.

Fonte: Jornal do Comércio ? Edição impressa de 02/02/2012 (JC Logística-pg. 2)


 
 
Lopes e Pauletto Associados
Rua Moreira César, 2695 Sala 701
Bairro São Pelegrino - CEP 95034-000
Caxias do Sul – RS
(054) 3223-8334
(054) 3214-1996
(054) 3214-1587